domingo, 4 de setembro de 2011

Tentativa

Abri os olhos com uma saudade insistindo em me despertar.

Não era de um instante,
Não era de um momento
Ou um acontecimento do dia anterior.



Estranho sentir saudade
Daquilo que não se conhece;

Que nunca foi tocado;
Do qual não se sabe o sabor,
O aroma,
Nem os efeitos que pode causar sobre nossa vida.

Tentei pensar em uma canção: Me veio "Só por Hoje".
Tentei pensar em um verso: " E isso passa"

Tentei pensar no dia anterior: Nada que fosse mais intenso.
Tentei, por fim, não pensar em nada.

E quanto mais me esforçava em tentar
Mais essa sensação se ocupava de mim.

Quando dias assim me surpreendem
É em vão relutar
O mais sensato é deixar fluir
E ver até onde esse sentimento consegue me tocar.

E pensar que pode se tornar real
E pensar que é só por hoje
Ou que tudo passa

Por vezes queria  apenas pensar
Por vezes queria apenas sentir
E tantas outras queria não querer

A sensação de despertar assim
Me presenteou com algo que a muito andava adormecido:
A beleza de sentir.










sábado, 3 de setembro de 2011

Um dia Perfeito


Eu não contava mais do que 8 anos.
Provavelmente era uma tarde de sábado pois estávamos os 4 irmãos reunidos na sala.
Meu irmão mais velho já se figurava para mim como meu primeiro herói e tudo o que ele dizia eu tomava como verdade absoluta.
Naquela tarde nos reunimos para ouvir sua nova fita k7 na qual, dos dois lados, só havia uma canção.
Era Faroeste Caboclo.
Ficamos os 4 ali ouvindo repetidamente por horas e horas aquela canção.
Meu irmão queria aprender aquela extensa letra;
Eu comecei a viajar naquela estória fantástica e a dar vida para as feições de Santo Cristo, Maria Lucia e Jeremias.
Meus outros irmãos não sei o que pensavam mas ali também permaneceram por toda a tarde.
Depois de algumas horas, enquanto meu irmão trocava o lado da fita, extasiada com a força daquela canção eu disse:
_ Nossa isso é tão lindo quanto Engenheiros do Hawaii!
Foi ai que surgiu o nome que nunca mais sairia de minha vida.
Meu irmão com um sorriso sarcástico no rosto disse:
_ Deixa de ser boba menina, ou você gosta do Humberto Gessinger ou você gosta do Renato Russo. NÃO DÁ PRA GOSTAR DOS DOIS!
Eu ingenuamente com meu sotaque mineiro retruquei:
_ Uai Bé, eu gosto!
_ Você vai ter que escolher, vamos ouvir mais um pouco e depois você me diz o que decidiu.

Naquele dia nasceu meu amor por Renato Russo. Naquele dia o espírito legionário brotou dentro de mim e desde então me acompanha a cada vez que meu coração pulsa.